Marque a sua Consulta

23/11/2017

Conheça as dificuldades psicossociais enfrentadas por pacientes com câncer de colo de útero.

O câncer de colo de útero prejudica não somente a saúde física da mulher, mas também seu bem-estar emocional. Embora cada paciente reaja de uma forma em relação a doença, existem algumas reações que são mais comuns. Além, também, dos impactos negativos do câncer de colo de útero nas relações sociais da paciente.

Nas diferentes etapas da doença, desde o diagnóstico, passando pelo tratamento e mesmo após o fim do tratamento, os aspectos emocionais e sociais que podem ser vivenciados por quem tem esse tipo de câncer incluem:

  • Ansiedade, estresse, depressão, sensação de vulnerabilidade e medo do futuro;
  • Revolta e sentimento de injustiça;
  • Medo de infertilidade e de ser menos feminina, já que a figura do útero representa a sexualidade, a feminilidade e a capacidade de reprodução;
  • Insegurança quanto à aparência, diminuição da autoestima e sensação de perda de identidade;
  • Insatisfação sexual e medo de não corresponder às demandas sexuais do parceiro, já que a doença afeta a libido e pode provocar dor durante a relação sexual;
  • Temor de abandono e rejeição pelo companheiro, amigos e familiares, especialmente quando há real afastamento das pessoas ao redor após o diagnóstico;
  • Sentimento de inadequação social, principalmente quando é necessário afastar-se do trabalho e de atividades diárias;
  • Por estar associado a um vírus sexualmente transmissível (HPV), o câncer de colo de útero pode levantar o espectro da culpa e do julgamento entre muitas mulheres e famílias;
  • Após o tratamento, o sofrimento emocional pode continuar, especialmente nos primeiros meses, por conta da preocupação de reincidência do câncer.

Algumas mulheres não despertam os sentimentos negativos, ao contrário, demonstram aceitação total e muita força de vontade para vencer a doença. E as pacientes que encaram e sobrevivem ao câncer de colo de útero ganham a oportunidade de reordenar suas prioridades e apreciar melhor alguns aspectos da sua vida, antes minimizados.

Mas como lidar com a sobrecarga emocional gerada pelo descobrimento do câncer de colo de útero? Procure apoio, essa é a premissa básica para lidar com a doença. É muito importante buscar o apoio da família, amigos, grupos de apoio de câncer, grupos religiosos/espirituais ou psicólogos.

E mantenha-se ativa. É outro ponto muito importante para tirar de letra o tratamento da doença. Continue com as atividades que são prazerosas para você, como dançar e passear. Busque também a prática de exercícios físicos, pois reduz a ansiedade e depressão, além de fazer você se sentir melhor de forma geral.

Este artigo foi útil pra você? Tem mais alguma dúvida sobre o câncer de colo de útero? Deixe seu comentário abaixo, que o Dr. Marcos Travessa responde.

Fonte: Mulher Consciente

#MaisLidas

17/12/2018

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam eget mi tellus. Pellentesque lacinia congue tempus. Aenean eros nulla, lobortis et augue vel, aliquet posuere ligula. Vivamus sit amet ipsum lobortis, pulvinar nulla mollis, semper nisi. Donec iaculis nec sapien consequat.

17/12/2018

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam eget mi tellus. Pellentesque lacinia congue tempus. Aenean eros nulla, lobortis et augue vel, aliquet posuere ligula. Vivamus sit amet ipsum lobortis, pulvinar nulla mollis, semper nisi. Donec iaculis nec sapien consequat.

17/12/2018

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam eget mi tellus. Pellentesque lacinia congue tempus. Aenean eros nulla, lobortis et augue vel, aliquet posuere ligula. Vivamus sit amet ipsum lobortis, pulvinar nulla mollis, semper nisi. Donec iaculis nec sapien consequat.

Receba dicas para
cuidar da sua saúde