Marque a sua Consulta

22/09/2018

A endometriose em números: O que eles nos dizem sobre a doença

Uma inflamação crônica provocada pela presença de tecido endometrial fora do útero. Basicamente, essa é a definição de endometriose, quadro clínico que, apesar dos avanços da medicina, ainda permanece obscuro em certos aspectos.

Em todo o mundo, milhões de mulheres em idade fértil são acometidas pela doença que, em suas manifestações mais agressivas, atinge também a bexiga e o intestino, podendo levar à completa obstrução deste órgão.

Neste post, buscamos traduzir a endometriose em números para entender porque ela afeta tanto a vida das pacientes, desencadeando dores pélvicas incapacitantes e infertilidade.

Quanto tempo, leva, em média, o diagnóstico?

A endometriose é uma doença que acomete uma em cada dez mulheres em idade fértil. Com isso, segundo uma projeção do World Bank, estima-se que176 milhões de pacientes entre 15 e 49 anos desenvolvam a doença no mundo inteiro.

Um dos principais obstáculos ao tratamento é certamente o diagnóstico tardio, bastante associado à instabilidade dos sintomas. Muitas, inclusive, só descobrem a patologia quando se deparam com dificuldades para engravidar.

Essa triste realidade é ratificada pelas estatísticas. Em média, a mulher só recebe a confirmação de que é portadora da doença 7,5 anos após os primeiros sintomas.

Qual a queixa mais frequente?

O contexto por trás dessa demora é igualmente alarmante: até ser diagnosticada com endometriose, a mulher já visitou, em média, sete médicos antes de ser encaminhada a um especialista.

A esta altura, a maioria delas já tem, em média, 30 anos quando se submete a primeira consulta, conforme conclusão publicada no Estudo Global da Saúde das Mulheres(GSWH), realizado em dez países distribuídos ao redor dos cinco continentes.

Entre as principais queixas feitas pela paciente, a dismenorreia encabeça a lista. Se você nunca ouviu esse termo antes, a gente traduz: estamos falando das populares cólicas menstruais.

As dores são provocadas pela liberação de uma substância chamada prostaglandina, responsável pela contração do útero. Em suas manifestações mais agressivas, a mulher pode ficar temporariamente incapacitada de desempenhar suas atividades cotidianas.

Como a endometriose afeta a vida da paciente?

A análise da endometriose em números nos permite cravar que, as consequências para a vida da mulher extrapolam – e muito – a restrição da capacidade fértil, impactando sobre a sua qualidade de vida.

Em outras palavras, isso nos permite concluir que a maioria das pacientes é acometida pelos sintomas e sequelas durante os seus melhores anos.  Sob essa perspectiva, elevam-se os índices de não comparecimento ao trabalho, por exemplo.

Mesmo quando conseguem comparecer, é inevitável a perda de produtividade. Estima-se que, em comparação com mulheres saudáveis, as portadoras de endometriose sejam 38% menos eficientes. Todavia, essa queda de rendimento torna-se compreensível quando se considera que ninguém consegue desempenhar suas funções com excelência quando se está com dor.

É válido reiterar que as mulheres podem recorrer a alguns artifícios para reverter essa situação, valendo-se inclusive, de sessões de fisioterapia, corrigindo, inclusive, problemas decorrentes da postura antálgica, que se refere às posições as quais a mulher se coloca numa tentativa de aliviar a dor.

Gostou dessa conversão do impacto da endometriose em números? Então compartilhe este texto em suas redes sociais e ajude a propagar informação de qualidade.

#MaisLidas

17/12/2018

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam eget mi tellus. Pellentesque lacinia congue tempus. Aenean eros nulla, lobortis et augue vel, aliquet posuere ligula. Vivamus sit amet ipsum lobortis, pulvinar nulla mollis, semper nisi. Donec iaculis nec sapien consequat.

17/12/2018

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam eget mi tellus. Pellentesque lacinia congue tempus. Aenean eros nulla, lobortis et augue vel, aliquet posuere ligula. Vivamus sit amet ipsum lobortis, pulvinar nulla mollis, semper nisi. Donec iaculis nec sapien consequat.

17/12/2018

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam eget mi tellus. Pellentesque lacinia congue tempus. Aenean eros nulla, lobortis et augue vel, aliquet posuere ligula. Vivamus sit amet ipsum lobortis, pulvinar nulla mollis, semper nisi. Donec iaculis nec sapien consequat.

Receba dicas para
cuidar da sua saúde