Marque a sua Consulta

07/12/2018

Tudo o que você deve saber - e considerar - antes da remoção os ovários

Localizados em ambos os lados do útero, logo abaixo das trompas de Falópio, os ovários são órgãos em que tumores podem ser formados com mais frequência, em comparação a outras regiões do corpo.

Partindo dessa perspectiva, a cirurgia para a remoção dos ovários é indicada em alguns casos como uma medida para tratar de um câncer. Por outro lado, este é um procedimento que não pode ser realizado indiscriminadamente.

Isso porque ele afeta a vida da paciente de várias maneiras. Antes de tomar essa decisão, é importante que você tire todas as dúvidas com seu médico e conheça todos os riscos e benefícios da operação.

Como é feita a operação?

Em primeiro lugar, vamos a algumas ponderações importantes sobre a ooforectomia, uma das cirurgias ginecológicas. O procedimento pode ser unilateral ou bilateral, conforme a necessidade de retirada de apenas um ou dos dois ovários.

Via de regra, o procedimento é indicado quando os tumores não regridem ou então nos casos em que não se tem certeza se o cisto é benigno ou maligno. Por fim, a cirurgia pode ser necessária para cessar a produção de hormônios que agravam a evolução de um câncer de mama.

É importante ainda salientar que há uma diferenciação para a histerectomia, que é a extirpação total ou parcial do útero. Após a remoção dos ovários, os outros órgãos do sistema reprodutor permanecem intactos.

A intervenção é realizada por videolaparoscopia, uma técnica minimamente invasiva no qual uma microcâmera é inserida no corpo da paciente, que tende a se recuperar mais rápido no período pós operatório.

A remoção dos ovários causa a menopausa?

A resposta a esta pergunta é sim. Após a retirada dos ovários, inicia-se o processo de menopausa precoce, independentemente da idade da mulher. Com isso, a paciente estará sujeita aos sintomas, como as tradicionais “ondas de calor”.

Além disso, poderá ocorrer a diminuição do desejo sexual, associado ao fato de que oscilações de humor e ansiedade passarão a ser frequentes. Se você pensou na reposição hormonal como forma de amenizar essas consequências, é bom que tenha certa cautela.

É muito importante que você converse com seu médico sobre os riscos associados a essa prática, antes de tomar qualquer decisão. Com base em seu quadro clínico e suas características físicas, podem existir outras opções mais adequadas para amenizar os sintomas.

Por que apostar em prevenção?

A cirurgia para a remoção dos ovários deve ser realizada somente em último caso, sob expressa recomendação médica, quando forem esgotadas todas as outras alternativas de tratamento.

Isso porque a cirurgia traz outros riscos à paciente, destacando-se o aumento da incidência de osteoporose entre as mulheres que retiraram ambos os ovários. O procedimento também favorece a atrofia genital, além de aumentar os riscos de uma doença cardíaca.

Por essa razão, é muito importante que você fique atenta aos cuidados preventivos. Todas as mulheres, especialmente as que já tem vida sexual ativa, devem fazer checkups anuais a partir da adolescência.

Como você viu, a cirurgia para a remoção dos ovários não deve ser realizada de maneira indiscriminada. Leia outros textos do nosso blog para conhecer melhor outros fatores que afetam a saúde da mulher e descobrir como ter mais qualidade de vida!

#MaisLidas

17/12/2018

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam eget mi tellus. Pellentesque lacinia congue tempus. Aenean eros nulla, lobortis et augue vel, aliquet posuere ligula. Vivamus sit amet ipsum lobortis, pulvinar nulla mollis, semper nisi. Donec iaculis nec sapien consequat.

17/12/2018

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam eget mi tellus. Pellentesque lacinia congue tempus. Aenean eros nulla, lobortis et augue vel, aliquet posuere ligula. Vivamus sit amet ipsum lobortis, pulvinar nulla mollis, semper nisi. Donec iaculis nec sapien consequat.

17/12/2018

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam eget mi tellus. Pellentesque lacinia congue tempus. Aenean eros nulla, lobortis et augue vel, aliquet posuere ligula. Vivamus sit amet ipsum lobortis, pulvinar nulla mollis, semper nisi. Donec iaculis nec sapien consequat.

Receba dicas para
cuidar da sua saúde