Marque a sua Consulta

05/04/2019

Meias compressivas no período pós-operatório são mesmo necessárias?

Se, por um lado, uma intervenção cirúrgica se propõe a resolver um problema qualquer — de maior ou menor complexidade — por outro, é importante considerar que toda operação pode trazer riscos ao paciente.

Entre os mais comuns, está a ocorrência de trombose, que consiste na formação de coágulos que obstruem os vasos sanguíneos, impedindo a circulação de sangue.

E há razões para se manter alerta: em casos mais graves, eles podem se soltar e seguir o percurso da circulação sanguínea, migrando rumo aos pulmões, provocando uma embolia pulmonar, complicação que pode levar a um quadro de morte súbita.

Nesse sentido, muitos médicos recomendam a utilização de meias compressivas no período pós-operatório como medida preventiva. Mas será que esse cuidado é realmente necessário para todos?

Por que a cirurgias facilitam a ocorrência de trombose?

As cirurgias costumam ser um facilitador da ocorrência de trombose por conta da imobilidade pós-operatória. Numa perspectiva mais ampla, é possível que, no decorrer da intervenção, o cirurgião se utilize de afastadores, para conseguir trabalhar em estruturas próximas aos vasos, elevando o risco de compressão das veias.

Embora possam se formar após qualquer cirurgia, os riscos se potencializam quando a duração do procedimento é maior do que uma hora. Também destaca-se uma maior incidência em procedimentos ortopédicos ou cardíacos.

Via de regra, os coágulos podem se formar entre dois e sete dias após a realização do procedimento. Como principais sintomas, os pacientes são acometidos por dores nas pernas, vermelhidão e calores.

Como o uso de meias compressivas no período pós-operatório pode ajudar?

A utilização de meias compressivas pode ser recomendada pelo especialista antes mesmo da realização do procedimento. A sua utilização deve se estender até o momento em que a paciente consiga voltar a se movimentar normalmente. Na maioria dos casos, isso leva entre dez ou quinze dias.

Existem, basicamente, dois tipos de meias: as de média e alta pressão. As primeiras costumam ser comumente utilizadas, a exceção dos casos de maior complexidade, quando a segunda opção passa a ser a mais indicada.

Também é importante ser cuidadosa na aquisição das meias compressivas. Para que o produto surta o efeito desejado, é importante que o tamanho esteja alinhado às medidas das suas pernas, considerando-se o comprimento e também o diâmetro.

Afinal de contas, as meias são mesmo necessárias?

Por tudo o que leu até esse momento, o ideal é que você solicitasse ao seu médico o uso de meias compressivas como uma precaução. Mas, se por qualquer motivo, você se sente desconfortável com o produto, a indicação é a mesma: converse com o especialista.

Somente ele pode validar ou dispensar a utilização, de acordo com a complexidade da cirurgia, os fatores de risco a que você está exposta e também o seu histórico familiar. De toda forma, é importante que você siga rigorosamente a orientação do seu médico, não abolindo o uso ou adotando outras medidas por conta própria.

Simultaneamente ao uso das meias, podem ser tomadas outras medidas para inibir o aparecimento das tromboses:

  • Tão logo desapareça o risco da cicatriz se abrir – e você se sinta confortável para isso – faça pequenas caminhadas. O importante é não ficar parada!
  • Coloque as pernas para o alto, para evitar o inchaço nas pernas e nos pés e ajudar o sangue a retornar ao coração
  • Peça ao seu médico para prescrever medicamentos anticoagulantes
  • Peça a alguém para fazer massagem nas suas pernas e pés com regularidade.

Se você já usou ou conhece alguém que fez uso das meias compressivas no período pós-operatório, compartilhe as suas experiências para ajudar outras pacientes que estão prestes a se submeter a um processo cirúrgico.

#MaisLidas

17/12/2018

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam eget mi tellus. Pellentesque lacinia congue tempus. Aenean eros nulla, lobortis et augue vel, aliquet posuere ligula. Vivamus sit amet ipsum lobortis, pulvinar nulla mollis, semper nisi. Donec iaculis nec sapien consequat.

17/12/2018

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam eget mi tellus. Pellentesque lacinia congue tempus. Aenean eros nulla, lobortis et augue vel, aliquet posuere ligula. Vivamus sit amet ipsum lobortis, pulvinar nulla mollis, semper nisi. Donec iaculis nec sapien consequat.

17/12/2018

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur adipiscing elit

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Etiam eget mi tellus. Pellentesque lacinia congue tempus. Aenean eros nulla, lobortis et augue vel, aliquet posuere ligula. Vivamus sit amet ipsum lobortis, pulvinar nulla mollis, semper nisi. Donec iaculis nec sapien consequat.

Receba dicas para
cuidar da sua saúde