Marque a sua Consulta

04/05/2018

A importância do diagnóstico e tratamento individualizado nas doenças ginecológicas

Existem bilhões de pessoas no planeta. E, por mais características que compartilhem em comum, nenhum ser humano é exatamente idêntico ao outro. A igualdade não se aplica nem mesmo aos irmãos gêmeos univitelinos, cuja semelhança se restringe ao aspecto físico.

Atentos ao desejo de cada pessoa em querer ser reconhecida como um ser único, vários segmentos de mercado estão investindo continuamente na proposta de personalização dos seus serviços. Na área médica, essa é uma tendência que também vem ganhando força.

Alinhados a essa realidade, hoje nós vamos ressaltar a importância do diagnóstico e tratamento individualizado das doenças ginecológicas. Entenda como a opção por essa estratégia pode se converter em benefícios para a paciente.

O que são doenças ginecológicas?

As doenças ginecológicas são aquelas que acometem o sistema reprodutor feminino, podendo não apresentar sintomas específicos, o que pode retardar a confirmação do diagnóstico. Por conta disso, é muito importante que a mulher se submeta a exames com regularidade.

Entre as principais, destacam-se a doença inflamatória pélvica, os miomas uterinos, a vulvovaginite, infecção por HPV e a endometriose, tema de tantos textos já publicados neste blog.

Qualquer que seja o diagnóstico, é de suma importância que seja feito um acompanhamento adequado para conter a evolução das doenças ginecológicas. Em suas manifestações mais graves, elas podem colocar em risco o sonho de ser mãe, além de uma série de outras complicações.

Em que consiste o tratamento individualizado?

O tratamento individualizado de doenças ginecológicas consiste na determinação dos procedimentos adotados não apenas considerando o quadro clínico e o estágio em que a anomalia se encontra, mas também a faixa etária e histórico familiar, além das características físicas e psicológicas da paciente.

De acordo com essa corrente de pensamento, a equipe médica não deve ter apenas o conhecimento técnico sobre a doença, mas também se solidarizar à mulher que está sendo acompanhada, conhecendo suas fraquezas, angústias e sonhos.

Dessa maneira, é feita uma profunda investigação até encontrar a técnica com maior potencial de apresentar resultados satisfatórios para determinado caso. São consideradas diferentes variáveis, como o desejo – ou não – de uma gravidez após o término do tratamento.

Quais os benefícios dessa estratégia?

Para a mulher portadora de uma doença ginecológica, o tratamento individualizado traz benefícios incontáveis. Primeiro porque o sofrimento físico acaba, inevitavelmente, afetando também o emocional da paciente, que pode desenvolver um quadro de depressão.

Ao constatar que o seu bem-estar e a rápida recuperação são as principais motivações da equipe, a mulher tende a se sentir acolhida e, com isso, reagir positivamente as intervenções. A maneira como o paciente encara esse período também é decisiva para a sua recuperação.

Para os médicos, esta também é uma maneira prática de reafirmar seu compromisso de zelar pela saúde das pessoas, além de um estímulo para a atualização contínua de seus conhecimentos, considerando o impacto provocado pelo avanço da tecnologia aos procedimentos médicos.

Quer receber um tratamento individualizado e todo o suporte que você precisar? Conheça o Centro de Endometriose da Bahia e saiba o que os nossos profissionais podem fazer por você!

Receba dicas para
cuidar da sua saúde