Marque a sua Consulta

31/01/2020

Tratamento da endometriose com anticoncepcionais: por que e quando é indicado?

Uma vez que a paciente tenha sido diagnosticada com endometriose, a equipe médica vai avaliar a melhor maneira de aliviar os sintomas e conter o avanço das lesões. Para alguns casos, pode haver a indicação de tratamento da endometriose com anticoncepcionais.

No texto de hoje, nós vamos explicar o que leva os profissionais a tomarem essa decisão, bem como os benefícios para a paciente. Continue a leitura!

Qual o efeito dos anticoncepcionais nas lesões de endometriose?

Ao prescrever o tratamento da endometriose com anticoncepcionais, os médicos recorrem a um método que vai provocar a suspensão temporária da menstruação, interrompendo a liberação de estrogênio, hormônio responsável por desencadear as reações inflamatórias nos focos de endometriose.

Portanto, vale esclarecer que esse tratamento não provoca a regressão das lesões, mas contribui para o alívio dos sintomas, especialmente das dores na região pélvica, que podem se manifestar em diferentes graus de intensidade.

Em suas manifestações mais severas, as pacientes podem ser acometidas por uma condição incapacitante. Nestes casos, o incômodo é tão intenso que as mulheres não conseguem realizar as atividades do cotidiano. Essa restrição pode favorecer o desenvolvimento de um quadro de depressão.

Que tipo de anticoncepcional é indicado nesse tratamento?

A essa altura, é natural que você esteja se questionando se todos os anticoncepcionais são capazes de produzir esse efeito. Mas, para isso, é fundamental que a pílula escolhida contenha a substância progestagênio, que é a responsável por barrar o estrogênio.

As pílulas combinadas, que contém uma versão sintética do estrogênio, também podem ser utilizadas, mas a indicação vai depender exclusivamente do ginecologista.

Para tomar essa decisão, é importante que sejam analisados o histórico da paciente e eventuais efeitos colaterais que possam ser provocados pelo uso das pílulas.

Por quanto tempo deve ser feito o tratamento da endometriose com anticoncepcionais?

Em linhas gerais, o tratamento da endometriose com anticoncepcionais é contínuo, mesmo porque, se o uso dos anticoncepcionais for interrompido, existe o risco de os sintomas voltarem a se apresentar em suas manifestações mais graves.

Aqui vale um alerta importante: para obter os resultados esperados, é preciso que o tratamento seja acompanhado por um médico ou mesmo uma equipe multidisciplinar, que deve ser informado rotineiramente sobre a evolução do quadro e eventuais efeitos colaterais. E que nenhuma decisão seja tomada por conta própria.

Por outro lado, vale a menção de que o tratamento da endometriose com anticoncepcionais possui algumas contraindicações: algumas mulheres não reagem bem aos efeitos colaterais provocados pelo uso da pílula. Os mais relatados são retenção de líquido e dores de cabeça frequentes.

Essa alternativa também pode elevar os riscos de ocorrência de trombose e câncer de mama. Por último, as mulheres que estão tentando engravidar também devem evitar o uso das pílulas, já que essas substâncias podem adiar a tão sonhada gestação.

Agora que você já sabe qual a indicação para o tratamento da endometriose com anticoncepcionais, aproveite para entender como terapias não medicamentosas podem aliviar a dor. Até a próxima!

Receba dicas para
cuidar da sua saúde