Marque a sua Consulta

07/02/2020

Diferenças entre sintomas de endometriose e menstruação comum

Um dos principais agravantes que dificultam o diagnóstico de endometriose é a ausência de manifestações específicas, que permitam caracterizar a doença. Por essa razão, é muito comum que as pacientes confundam os sintomas da endometriose e menstruação comum.

Pensando nisso, nós vamos esclarecer o que costuma acontecer com a mulher saudável e com a portadora de endometriose durante a menstruação. Lembre-se, no entanto, que apesar do tom informativo, esse texto não substitui uma consulta com um especialista de sua confiança!

O que caracteriza a menstruação?

A menstruação é o nome que se dá ao processo de descamação do endométrio, que acontece de maneira cíclica a cada vez que o óvulo não é fecundado. Em geral, este é um ciclo cuja duração do sangramento menstrual varia entre um e oito dias.

É importante alertar que nem todas as mulheres apresentam todos os sintomas descritos com a mesma intensidade, mas é importante ficar alerta sempre que forem percebidas algumas dessas alterações.

Entre essas, podemos destacar uma alteração na consistência das fezes, que ficam mais moles, dores de cabeça e nas costas, suor, cólicas, náuseas e dores de cabeça.

O que caracteriza a endometriose?

A endometriose é uma doença crônica, que se caracteriza pela migração de fragmentos do tecido endometrial, que deveriam ser expelidos durante a menstruação, para outras regiões do corpo.

Especialmente durante a menstruação, a liberação de hormônios progesteronas atua sobre os focos da doença, desencadeando reações inflamatórias. Em suas manifestações mais graves, ela pode levar até mesmo a uma condição incapacitante.

Como seus principais sintomas, estão as dores na região pélvica, os incômodos durante o ato sexual – antes ou após a penetração – o que pode levar a mulher a rejeitar o contato íntimo com seu parceiro, sangramentos e dores ao evacuar e urinar, conforme a região afetada.

 

Se os sintomas da endometriose podem se confundir com os da menstruação comum, o que fazer?

A resposta é: ao menor indício de reações anormais durante o ciclo menstrual, marque uma consulta com um especialista o quanto antes. Se você ainda está em dúvida, vamos esclarecer mais alguns pontos sobre o tema.

Em mulheres saudáveis, é normal que o sangue possui estado líquido e apresente uma coloração mais escura nos extremos do ciclo menstrual, ou seja nos primeiros e últimos dias. No período intermediário, por sua vez, o tom deve ser mais avermelhado.

 Em portadoras de endometriose quando associado a adenomiose, porém, o volume de sangramento tende a ser significativamente mais intenso, que ultrapassa a variação considerada normal (entre 30 e 80 ml por ciclo).

Aprendeu como identificar as diferenças entre sintomas de endometriose e menstruação comum? Aproveite para descobrir o porquê a endometriose é reconhecida popularmente como a Doença dos Ds. Até a próxima!

Receba dicas para
cuidar da sua saúde